Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Maria Amparo é tocantinense, nascida em Novo acordo TO.,no dia 07/04/64. Filha  de um humilde lavrador,  José Lopes e dona Ocilda Gomes; ela e os seis irmãos levantavam bem cedo para tirarem leite, cuidar das criações, até mesmo lavrarem a terra, plantarem hortas e colher alguns frutos; não tinha tempo para brincar e seu lazer era ouvir os discos de vinil de sua mãe; ela nasceu em um lar evangélico  e  passava o tempo disponível ensaiando os mesmos hinos, pois só tinham quatro discos em casa; quase não iam a igreja, pois onde moravam era bastante longe da cidade e quando podiam iam uma vez por ano. Assim foi a infância dela. Aos 14 anos ela se afastou da igreja, quando foi acometida por hepatite C e malária ao mesmo tempo; foi desenganada várias vezes pela medicina;  um dia, diz ela, presenciou uma cena que lembrará para sempre: já havia  encerrado o horário de visitas no Hospital das Clínicas em Goiânia, onde ela estava internada só esperando a morte, quando entrou em seu quarto dois seres muito bonito, bem altos, bem vestidos e lhe chamaram pelo seu nome; ela achava que eram médicos pois eles estavam de branco, e meio que anestesiada que estava de tantos medicamentos não conseguiu definir os rostos deles; aproximaram-se de seu leito e lhe disseram que tinham vindo para orar por ela  e que era para ela se reconciliar com o Senhor, pois alguém havia pedido ; então ela pensou que só podia ser sua mãe, pois era sua intercessora fiel; eles oraram e saíram imediatamente, em seguida entrou a enfermeira e assustada perguntou porque ela estava chorando, então ela mandou que a enfermeira chamasse os dois moços que haviam saído do quarto; a enfermeira muito assustada respondeu que estava delirando  ou morrendo pois não entrara ninguém no quarto; então ela entendeu que se tratava da visita de dois anjos; a enfermeira chamou os médicos e quando eles chegaram ela já estava de pé em volta da cama, toda suja de sangue e apontando para a porta querendo sair para fora do hospital; os médicos  comprovaram que ela estava boa e nem parecia aquela mulher esquelética de alguns minutos `antes. Uma semana depois ela teve alta. Totalmente curada para a glória de Deus. Isso aconteceu em 05/03/1983 e até hoje ela nunca mais deixou Jesus. Em 1994, ela estava louvando em uma congregação de sua igreja na cidade de Sinop-MT, quando um casal  não evangélico a abordou dizendo que queriam comprar seu cd; ela disse:”Cd?"  sorriu e perguntou o que era isso? Naquele tempo poucas pessoas tinham cd; ela do interior, nem imaginava o que era isto, pois só conhecia o vinil e fita k-7, eles então lhe explicaram que já existia algo além do disco vinil e que se chamava cd. Foi aí que Deus começou a bradar na vida de Maria Amparo; ainda em 1994, aquele casal patrocinou sua ida a São Paulo; aconteceu tudo tão de repente que nem ela mesma acreditava, pois gravar um disco nunca, nunca esteve em seus planos,  mas já era plano de Deus;  dentro de um mês o repertório estava todo pronto e nem ela mesma sabia que tinha sido presenteada por Deus com o dom de compor, inclusive o hino que deu o título àquele primeiro CD “Urgência Missionária” foi pedido pelo PR. Cesino Bernardino, para que ela louvasse na abertura dos Gideões em 2010. Hoje, juntamente com seu digníssimo esposo DR. Daniel De Marchi, faz a obra de Deus por o todo país; ela canta, ele prega e almas são libertas e famílias restauradas, também através dos testemunhos de milagres  que eles têm para contar e exaltar o nome do Senhor Jesus; eles são membros da Assembléia de Deus em Marabá PA. e o slogan do casal é:
 Unidos para sempre e vencendo até Jesus Voltar


Maria Amparo
Fones: (94) 99109-9960 / (94) 98138-7430 / (94) 99179-1576